02 dezembro 2010

DÉCIMO TERCEIRO POEMA

Fique Amor
®Gena Maria

Por que me deixar amor?
Não sou ninguém sem ti...
Não é a primeira vez que me abandonas...
Por isso te peço, fique aqui para que não tenhas que voltar
Como das outras vezes...
Este teu ciúme exagerado acaba com nosso amor.
Saiba amor que só amo a ti!
Sem confiança um amor não sobrevive, morre aos poucos...
Amor não me deixe, vamos nos amar mais uma vez...
Não me abandones, confie em mim
Para que nosso amor não chegue ao fim...
E eu acabe deixando de te amar...
Desta vez!!!

publicação original:
Marilia 09/09/04

12 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Hoje passando apenas para te oferecer o meu selinho de 400 seguidores que foi feito de amizade e carinho e gostaria que aceitasses.

Beijinhos
Sonhadora

Mila Lopes disse...

Olá linda!

Pior que um dia cansamos e o amor não acaba, mas torna-se em seu oposto, a indiferença...

Belo poema!

Bjs

Mila

Luís Coelho disse...

Bons conselhos e muita vontade de se manter firme nos seus propósitos.

O amor possessivo faz destas partidas.

É bom deixar voar e deixar voltar para ver como precisam do nosso amor.

O amor é caridade e perdão e está disponível todos os dias.
Não se canse de amar.

FlorAlpina disse...

Bonito poema!
Não houvesse ciume...
Mas o amor falará mais alto!

Bjs dos Alpes

silvo disse...

tanto amor que encierrra este bello poema debería ser correspondido, lo mismo no se lo merece quien lo recibe y no lo aprecia, besos

valdivino disse...

Vim lhe visitar e por aqui resolvi ficar.

Lindo poema.

Tenha um bom dia!

bjos.

Sotnas disse...

Olá Gena, desejo que tudo esteja bem contigo!
Cá estou pra ler e admirar mais um tanto de teus poemas, este me parece um ultimato.
Creio que os limites sempre são gerados pelos excessos. E como dizem tudo em excesso pode sempre trazer prejuízos. Após um ultimato deste, não ser atendida, então deve aplicar seu limite! Parabéns por belo poema, sempre com a sensibilidade romântica que todo poema de amor necessita! Desejo tudo de bom pra você e todos ao redor sempre, agradecido pelas visitas, grande abraço e até mais!

José María Souza Costa disse...

Passei aqui sem ser convidado lendo o seu blog.Ao ler tres poemas,lembrei-me repentinamente da Cecilia Meirelles. Leio poemas belissimos em um blog, Avassalador. Parabens. Vou ousar lhe convidar a visitar o meu blog, muito simplório por sinal, e se possivel, seguiremos juntos por eles. Estarei grato esperando por vc, lá. Abraços de verdade

José María Souza Costa disse...

Passei aqui sem ser convidado lendo o seu blog.Ao ler tres poemas,lembrei-me repentinamente da Cecilia Meirelles. Leio poemas belissimos em um blog, Avassalador. Parabens. Vou ousar lhe convidar a visitar o meu blog, muito simplório por sinal, e se possivel, seguiremos juntos por eles. Estarei grato esperando por vc, lá. Abraços de verdade

Flor da Vida disse...

Amiga, o ciumes é a forca do amor... Amei teu poema, e amei teu lindo e aconchegante blog! Espero sempre te receber em meu humilde espaço... Seguindo-a com imenso prazer! Deixo carinhos meus pra ti... Bjsss

Aninha disse...

Oi Gena!
Sábias palavras.
Passei por aqui para fazer uma visitinha!
Bom domingo!!

helio.rocca disse...

Sempre desejamos permanecer com o nosso amor, mas as vezes é tão difícil... Lindo poema!