21 julho 2010

MEUS REENCONTROS



REENCONTRANDO-ME
®Gena Maria


Onde estive, toda a minha vida?
Não sei onde, me perdi pelo caminho...
Procurei-me por horas, dias, meses e anos
E não me achei!

De tanto amar você...
Perdi minha identidade...
Em toda esta procura só encontrava você!
O meu EU, deixou de existir e
se transformou em você!...

Doei-me por inteiro, me perdi...
Depois de me encontrar, descobri:
Eu precisava de mim, de volta...
Redescobrir-me, me amar, me admirar...

E foi o que fiz.
Hoje, sou eu mesma!
Voltei, mas não pra você...
Voltei para o amor...
Voltei pra mim!

E nesta volta encontrei o amor...
De quem realmente sabe amar!
E sou novamente feliz...
Amo e sou amada!

Desta vez, serei eu mesma
Pois, amo com a razão...
Que vive agora
Dentro do meu coração!

Marília -
13/09/07
SP

13 comentários:

Mari Amorim disse...

Oi amada,
obrigada por sua visita,belos poemas!
querida,procurei teu e-mail,e não encontrei,mas me envie para que eu possa te enviar a possível causa,fiquei por 6 meses com o Blog,sem atualizar nos demais blogues,estou aguardando,fique de olho,pq vou responder rapidinho,
Boas energias,
Mari
e-mail:
mafaldarebelde_7@hotmail.com
o mesmo do msn

Ivy disse...

Hummm... essa história me lembra "alguém" muito próximo... rss

Show, amiga, que bom que vc é feliz, que se reencontrou, que ama e é amada, isso é tudo de bom!

Bjsss

Luís Coelho disse...

lá bom dia
Gostei do seu blogue e deste poema que vem de encontro ao regresso das nossas origens, daquilo que somos e sonhamos toda a vida.
Que cada dia seja sempre uma redescoberta ao encontro do verdadeiro amor.

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga GENA

Lindo poema, no qual me revejo.
A vida é mesmo assim... nos perdemos no caminho, até chegar o dia de encontrarmos o nosso EU...e
assim aprendemos a nos amarmos.
Continuação de uma boa semana.

Beijos

Alvaro

Marilu disse...

Querida Gena, muitas vezes temos que nos perder, para podemos nos reecontrar novamente. Beijocas

claudete disse...

Parabéns minha querida, amor é reciprocidade, não existindo fica apenas a unilateralidade que nos anula e adoece, mas na vida precisamos passar por isto e aquilo, como poderemos distiguir o verdadeiro do falso, da ilusão? A vivência é tudo é ela que nos abre os olhos da razão e nos encaminha para a felicidade. Beijos no coração.

ValeriaC disse...

Lindo seu poema
Gena...libertador!
É uma lição que muitas vezes demora pra gente aprender...que tem que amar a si mesma, ser quem somos...para poder então amar alguém e ser amada também...
Beijinhos...
Valéria

Fátima disse...

A pessoa que se coloca em segundo plano no amor, perde a essência.

Muito bonito teu poema, reflexivo.

Beijo meu

Maria Souza disse...

Oi amiga
Gostei do seu cantinho.
Está lindo.
Parabéns
Bjos
Maria

Franck disse...

Andastes 'arrumando' a casa, mudando a decoração? E buscar o sempre o nosso eu é bom, mesmo que esse EU nós traga surpresas...
Abçs!

Tere disse...

oarabens querida que lindo poema.bjos tere.

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! Estive passeando quando avistei o teu espaço, invadi, gostei e nã resisti em dizer que ele é muito bonito, interessante e bastante aconchegante.

Quanto ao post, fizeste uma ótima escolha. Um belo poema, com ênfase para a estrofe abaixo:

Doei-me por inteiro, me perdi...
Depois de me encontrar, descobri:
Eu precisava de mim, de volta...
Redescobrir-me, me amar, me admirar...

Beijos e fiques na paz de DEUS.

Furtado.

Antonio disse...

Gena Maria,
Obrigado por estar me seguindo e entrando aqui me deparei com um espaço acolhedor, palavras que nascem alma, doce é o amor.
Gostei muito, e voltarei sempre!
Um abraço querida.