31 maio 2016

SE TU CHEGASSES


 Se tu chegasses e me dissesse - vamos...
E as tuas mãos à minhas estendesse
 Esse gesto talvez eu não entendesse
 Porque jamais sonhei que o alcançasse

 E... Se suavemente os teus olhos me olhassem
 E só ternura neles eu visse
Neste momento, quem sabe,
 Eu pedisse que os nossos rumos jamais se separassem

 Se depois os teus braços me envolvessem
 E nesse abraço o teu amor me desse
 Talvez o próprio Deus me entendesse
 E neste instante a vida, "Ele" parasse...

5 comentários:

Minhas Pinturas disse...

Marília, encontrei seu blog por ótimo acaso, pois amei seu poema.Parabéns.
beijinhos,
Léah

Ulisses José Da Silva disse...

Marilia amei os poemas , pois são de um estilo diferentes dos meus fico feliz que outros como vc amem escrever poesia, beijos!

MEUS POEMAS disse...

Obrigada Léah, minhas pinturas, amei sua visita, irei visitá-la em breve, pois estou na correria agora, bjsssss!


Obrigada Ulisses José da Silva, valeu pela visita e assim que der irei em seu blog tb, um grande abraço!

alegriadeviver.blogspot.com.br disse...

Passeando pelos blogs parei no seu, gostei do que li e estou lhe seguindp

Feliz Natal

Feliz Ano Novo!]

Luísa Fernandes disse...

Olá boa tarde!
Passei por aqui e gostei do seu blog e também da poesia. bjs
Luísa Fernandes
https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/