05 fevereiro 2013

A Felicidade
© Gena Maria

Ontem a Felicidade bateu a minha porta
Eu abri, ela entrou, procurou um lugar
Aconchegou-se, fez sua morada
Sem pressa de ir, resolveu ficar

Tornei-me sua amiga e confidente...
Ela não se afastou quando eu chorava
Não se envergonhou se de repente
Uma grande gargalhada eu soltava

Inseparáveis, nos tornamos
E esta amizade verdadeira aos poucos
em amor foi se transformando
Ela me conduzia em passos firmes
Cada vez mais e mais para longe
Da saudade, da lágrima, da magoa
Da tristeza e da desilusão que antes habitava
em meu coração!

Em lindas noites, lá ela estava
levando-me aos mais lindos sonhos...
Fazendo-me viver, sonhar e amar!

Fantasiou-me, pintou-me com as cores do arco-íris
Apresentou-me a esperança, as realizações
E se tornou minha companheira
por muitos dias e noites...
Até que você apareceu e a dividiu comigo!

Esta mesma felicidade foi grande o bastante
Para nós dois, ensinando-nos
a amar verdadeiramente!

Como amei essa tal Felicidade!

Um dia, você resolveu partir
E a levou consigo...
Nunca mais sorri e a tristeza conheci!

Hoje vivo com a saudade, o desamor
as lembranças e as mágoas que ficaram
por ter aberto a porta e deixado você
levar desta morada a minha
Felicidade !

Marília - 20/02/08

4 comentários:

Arnoldo Pimentel disse...

As lembranças ficam e apontam novos caminhos.Parabéns.

Will disse...

Eita passarinho danado esse tal amor,
chega, faz ninho, depois parte em revoada...

Ótima quinta, Gena!

Fernanda Oliveira disse...

Olá amiga Gena, belos poemas!
Desejo-te uma linda tarde! Beijos! Fernanda Oliveira

Malu Silva disse...

Gena, quero lhe fazer um convite, hoje.
Gostaria que participasse de um espaço que abri para postar poemas dos amigos que se chama - SEM OLHARES CRÍTICOS.
Gostaria que enviassse um poema com uma imagem para que pudesse publicar.
Basta que envie para meu email - maluccat@hotmail.com

Aguardo, querida!!!