30 junho 2012

TEXTO DE UM QUERIDO AMIGO E POETA!


LIVRO DE BOLSO
Wilson de Oliveira Carvalho

Gostaria de ter aptidões literárias para
escrever um livro. Não havia a necessidade
de ser um glossário ou uma espécie de léxico,
talvez um livro de bolso onde coubesse toda a
a minha história, seria o ideal.

O prólogo teria cenas quando de minha infância,
os traumas sofridos e até hoje sentido,
depois que fui retirado de seio de
minha família.

Durante um século vivido em quatro
anos passei em colégios interno, e
foi ali que aprendi coisas até
então desconhecidas.

Rígida disciplina, obediência total
aos sisudos sacerdotes, hora para se
deitar e levantar, compor a cama e fazer
o rol da roupa suja, isso tudo com oito anos
de idade, e tendo que suportar uma saudade imensa
de minha mãe.

Então, a saudade é uma velha conhecida ela
que se encarregava de enxugar minhas lágrimas,
e por esses fatos e outros estou propenso a pensar
que herdei uma depressão em função de ser
retirado do local mais sagrado que é o lar.

Esta história seria o conteúdo desse pretenso
livro, cujo episódio tão distante, mas ao mesmo
tempo tão presente, me faz recordar que não
tive tempo de ser uma criança.

Depois então quando passei a enxergar
o mundo me apaixonei, como na
primeira etapa também não houve
tempo de abraçá-la, e a vi desaparecer
como a água que desaparece entre o
vão dos dedos. 

Esta é a minha história, só
que o sentimento que senti
até hoje permanece comigo, e não
obstante ter envelhecido ainda assim amo...

6 comentários:

MEUS POEMAS disse...

POSTEI ESSE LINDO TEXTO DO MEU AMADO AMIGO WIL PORQUE SEI QUE MUITOS VÃO SE IDENTIFICAR COM ELE, ASSIM COMO EU!
PARABÉNS MEU AMIGO POR SUA INSPIRAÇÃO, CADA DIA MAIS NOS EMOCIONANDO!
ABRAÇOS DA GENA

Ao toque do Amor disse...

Olá..vim,te visitar , ver as novidades e te oferecer o selo- Sua Amizade é Essencial

Deixo o meu Toque de Carinho e amizade

san

Mensagens Abençoadoras disse...

Ola amiga!
Obrigada por estar no meu cantinho...te achei um ser iluminado!
adorei seu espaço, parece um "bordado" muito aconchegante, amoroso, informativo!
bju amiga
Marly

Luiz Alfredo disse...

Um dia li poemas
numa velha biblioteca
abandonada
mexi tantos com eles
que me apaixonei
tentei abandoná-los um dia
mas eles entraram no meu sangue
e nos meus cadernos
me tornei poeta
mesmo não sabendo escrever poesias
mas aprendi a amá-las
de todo coração.

Luiz Alfredo - poeta

António Jesus Batalha disse...

Olá Marília, estive a ler alguns dos seus poemas, e os achei excelentes,também escrevo umas coisas mas um pouco diferente. Bjinhos.

Ao toque do Amor disse...

Encoste o mouse em cima da caixinha de código então aperte as teclas Ctrl+A, Ctrl+C, vai no lugar que voce quer postar o selo e aperte as teclas Ctrl+V, Vai parecer o selo.
Logo à esquerda deve aparecer um caixinha, clica nela e clica em cima da palavra remove que esta na tarja azul.
Então, clica no meio do selo e vai aparecer a tarja azul, procure a palavra imagem logo após está escrito - small, medium, large e X.large estes são os tamanhos do selo é só clicar em samal e pronto ai está o selo pequenino.
bjus - san Espero ter te ajudado.