27 agosto 2011

SER POETA

Ser poeta, é poetar...
Poetando, vemos a beleza dentro do feio...
Poetando, enxergamos o amor dentro do ódio
vemos o outro lado do vingador...
Enxergarmos o trabalhador dentro da preguiça...
Entendemos a raiva do desprezado...
Conseguimos ver, dentro da tempestade a bonança...
Somos sonhadores eu sei, mas segundo o poeta, fingidores também!
Fernando Pessoa disse, mais ou menos assim:
"fingimos tão bem, que chegamos a fingir a dor
que deveras sentimos"!
Conseguimos colocar o amor acima de todas as coisas...
Poetamos com as flores, com os perfumes das rosas...
Não sentindo seus espinhos!
Poetamos com as estrelas e não a vemos como meteoros !
Poetamos com a lua, como sendo a luz dos amantes
e não, como um astro apenas!
Sentimos o sol, como uma luz que ilumina nossos dias tristes!
Amamos o feio, de uma maneira tão sensível
que o transformamos num lindo bem!
Ser poeta, é ver de maneira fácil, o difícil!
É amar o impossível, possivelmente
sem deixar que nos amedronte!
É enfrentar o dia a dia, com amor,
esperança e resignação!
Ser poeta, é simplesmente amar
Como se amar fosse fácil e, o é...
Muito mais fácil, que odiar!

Marília - 27/08/07
SP

4 comentários:

Pat. disse...

A beleza de escrever o que sentimos...

Um Beijo

Artes e escritas disse...

Amar é bom, gostei da bela reflexão poética. Um abraço, Yayá.

poesias maria do carmo disse...

poeta,grande poeta,amigo e companheiro ,só você conhece a dor e a lágrima no travesseiro ,bjos.

aikatherine disse...

rakkaus voittaa vihan 6-0
sen voima on anteeksianto