02 julho 2011

OUTRO POEMA DOS ANOS SESSENTA


ADEUS
© Gena Maria

Foi simplesmente assim
Você chegou e me disse adeus!
Tanto amor, longos anos e hoje
Simplesmente adeus!
Você partiu, me deixou, fiquei só
Sem você em meu coração
Mas, por inteiro em minha mente!
Não se apaga um amor
Grande como o nosso
Com um simples adeus.
Temos marcas profundas...
Muitas cicatrizes de amor e dor
Que o tempo nos fez.
Foi muito amor e muita dor
Quem ama sofre, mas também pode ser feliz!
Nós vivemos as duas coisas:
Felizes, por tanto nos querer
Machucados, por não poder nos amar...
Você se cansou, não de mim, nem de nós
Mas, do que a vida nos fez...
Da peça que o destino nos preparou:
Sermos um do outro, o primeiro amor...
E não podermos ser do outro, para sempre!
Hoje sofremos, mas fizemos como disse o poeta:
"Que não seja imortal, posto que é chama,
mas que seja infinito, enquanto dure"

Fazenda São Sebastião
1964

10 comentários:

BabiGB disse...

oi genaaaaaaaaaa
que poema lindo!!!
adorei =)
beijossssss

http://girlstryout.blogspot.com

Crista disse...

\o/

silvo disse...

Simplemente preciso, se fue del corazón pero está en la mente, un abrazo

silvo disse...

Prteciso no, quiero decir precioso

Meire disse...

Belas e suaves palavras querida Gena!!! vc tem uma alma muito linda, viu?!!! saudades, bjokitas com muito carinho ;)

Malu disse...

Grande e dourados esses anos 60...
Lindo este poema minha amiga Gena!!!
Abraços e uma linda noite...

Artes e escritas disse...

Através de um poema de época se percebe como os jovens pensavam. Um abraço, Yayá.

Anônimo disse...

Gena querida, que recanto delicado esse seu de Poemas, adorei visitar, e ler um poema seu dos 17 anos! Menina, o tempo voa, beijos Efigênia

MARILENE disse...

Desculpe-me a ausência. Prometo que vou me redimir (rss).
Como é triste o fim de um relacionamento! As feridas cicatrizam mas as lembranças sempre insistem em se fazer presente .

Bjs.

Carlos Leite disse...

Mas que poema triste e, apaixonado!
Que relíquia!
Sem dúvida, muito bom gosto.
Obrigado por partilhar ! :)


Atenciosamente,
Carlos Leite, http://opintordesonhos.blogspot.com