12 abril 2011

FOLHAS DE OUTONO
© Gena Maria

Chegou o outono e com ele as folhas caindo
já amareladas como que queimadas pelo sol!
Olho para o chão, as vejo como um tapete
cobrindo toda a relva da manhã...
Aos poucos elas secam e o vento soprando
vai levando-as como sem rumo pelo espaço aberto

Hoje meu coração está assim, como as folhas
foi secando aos poucos, pelo seu desprezo
e o sinto perdido, jogado ao léu como as folhas
que aos poucos desaparecem levando saudades...
Saudade, de uma linda árvore que um dia
foi plantada, cresceu e aflorou para
caírem deixando em seu lugar, os frutos

É assim que me sinto hoje...
tão desprezada ao me lembrar de nós!
Você chegou com seu charme conquistador
que sorria de tudo e a todos encantava...
Eu, com uma doce e ingênua meiguice no olhar
me apaixonei perdidamente sem pensar...

Como as árvores  me entreguei
florindo, dando frutos e aos poucos
fui envelhecendo, como as folhas, secando,
secando e me encolhendo, enfraquecida...
diante de seu desprezo...
Até que um vento mais forte passou, levou
minha esperança, minha felicidade...
E seu amor foi também, me deixando
como as folhas de outono, jogadas,
secas e levadas pelo vento
quem sabe para onde...

Marília-SP

7 comentários:

Amapola disse...

Boa tarde.

Triste e belo.
É a realidade de muitas...

Um abraço.
Maria Auxiliadora (Amapola)

Paulo Laurindo disse...

Se existe uma cura para o amor, certamente virá em forma de novo amor.

Sonhadora disse...

Minha querida

Na tristeza também existe beleze e este poema é lindo.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Sotnas disse...

Olá Gena, que tudo esteja e permaneça bem contigo!
Muito belo este teu poema, as folhas secas caídas, farão com que em volta da árvore não fique o solo seco. Sendo assim a árvore poder gerar novas e tão belas verdes folhas novamente, e assim também com novos frutos com sabor renovado, assim, foi-se um ciclo, para que outro possa renascer!
Que você e todos ao redor sejam felizes sempre. Agradecido pela amizade, abraços e até mais!

*Simone Poesias* disse...

Oi Maria,

Sabe que hoje me sinto assim como esse seu lindo poema?
Que bom te ler!

Muitos beijos

*Simone*

ParadoXos disse...

de verso em verso - o poema!

um abraço fraterno

Heduardo

Fanzine Episódio Cultural disse...

COMO PARTICIPAR NAS EDIÇÕES DO EPISÓDIO CULTURAL?
O Fanzine Episódio Cultural é um jornal bimestral sem fins lucrativos, distribuído gratuitamente no sul de Minas Gerais, São Paulo (capital), Salvador-BA e Rio de Janeiro. Para participar basta enviar um artigo sobre esporte, moda, sociedade, curiosidades, artesanato, artes plásticas, turismo, biografias, livros, curiosidades, folclore, saúde, Teatro, cinema, revistas, fanzines, música, fotografia, mini contos, poemas, etc.
Contato: Carlos (editor)
(35) 3295-6106
(35) 8833-9255
machadocultural@gmail.com
http://www.fanzineepisodiocultural.blogspot.com
Facebook: http://www.facebook.com/profile.php?id=1464676950&ref=profile
VEJA O FANZINE EPISÓDIO CULTURAL NA FEIRA DO LIVRO DE POÇOS DE CALDAS 2011
http://www.feiradolivropocosdecaldas.com.br/