04 abril 2011

DÉCIMO OITAVO...

CONFISSÃO
®Gena Maria

Eu conversava a sós com ele
Sentada junto as flores
Notando a calma singela
Com que falava de seus amores

Portanto confessando
Bem baixinho sem mais alguém
Disse-me em tom muito brando
"Não gosto de mais ninguém!"

Iluminou-me a face morena
Um raio de luar com luz serena...
Em lágrimas eu disse: O quê?
Ele falou: Eu gosto só de você!

Marilia-10/05/04

3 comentários:

Silviah Carvalho disse...

Lindo, simples e singelo seu poema, dá pra imaginar a imagem do momento.

Sotnas disse...

Olá Gena, que tudo esteja bem contigo!
Este seu romantismo fervoroso está demonstrado nestes simples, porém, belos versos de confissões amorosas! Parabéns pelo belo poema!
Sensível e expressivo como sempre!
Desejo a você e todos ao redor muitas felicidades sempre, abraços e até mais!

sandrinha disse...

Uauuu!!!muito lindos seus poemas...e eu como uma admiradora de poesias...e de tudo que fala e se refere ao amor..vou te seguir também!
Depois volto com mais calma para dar uma olhadinha nos seus outros espaços,pois já vi que tens alguns.

Deixo também um link meu onde posto poemas de amor!

http://toque-me-com-amor.nafoto.net

Sejas bem vinda aqui no blogspost ou na Uol...pois tenho mais 2 blogs lá!um a quase 5 anos!e muitos amigos graças a Deus!e este meu jeito malukete de ser!eheh!

Uma Feliz semana!até mais!