15 dezembro 2010

ÉPOCA DOS SONHOS...
®Gena Maria

Vejo um velhinho com suas barbas brancas
Sinto e ouço sinos ao longe...
Tudo está colorido e mais iluminado...
É Natal novamente!

Sinto saudades de minha infância
quando colocava meus sapatos
ao lado daquela linda árvore...
E, ia dormir mais cedo, muito ansiosa
para que o dia logo chegasse...

Corria, sem pentear os cabelos,
sem escovar os dentes, sem dizer
bom dia aos meus pais,
assim que o dia clareava!

Tudo que eu queria, era ver
se meu presente estava lá...
Aquele, que eu pedira em um bilhetinho,
todo mal escrito ao Papai Noel!
Era com imensa alegria que o encontrava
e sorria sem cessar, mostrando aos meus pais,
que olhavam com aquela expressão de surpresa
e perguntavam se veio o que eu pedira...

Ah!
Como eu gostaria que esse sonho, essa fantasia
não tivesse fim!
Como eu queria ainda acreditar em papais noéis!
Como seria reconfortante e diferente o mundo
se as crianças de hoje tivessem essa alegria que tivemos...
Como fomos felizes, todos nós
que um dia, acreditamos em
Papai Noel!

Marília - SP
11/12/10
15:21 Horas

9 comentários:

Tere disse...

oi amiga, mas tu estas muito linda, ah e esse poema! maravilhoso, bjus tere.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Olá Gena querida.
Que lindos momentos e lembranças...dissestes tudo.
Parabéns pelo Poema, é lindo.
Um grande beijo em seu coração!

Alvaro Oliveira disse...

Olá amiga Gena

Era bela a inocência da infância e da juventude. Acreditavamos, sonhavamos e os sonhos muitas vezes
se concretizavam.

Beijinhos

Alvaro

ValeriaC disse...

Bons e belos tempos minha querida...um tempo de muito encanto mesmo...beijinhos
Valéria

claudete disse...

É Gena...creio que todos que acreditávamos no Velho Noel nos sentimos iguais a você...Doces lembranças que o tempo não trazem mais ...Beijos e Feliz Natal!

Sonhadora disse...

Minha querida

Maravilhoso e doce este poema...como as recordações de infância.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

José María Souza Costa disse...

Bom dia Gena.
Fenomenal as suas lembranças em forma de poema.
Avassalador. Amável. Adorei.
Copiando o CAsimiro de Abreu.
" que saudades que eu sinto, dos anos que não voltam mais" ... també.
Abraços e fique com DEUS.

Sotnas disse...

Olá Gena, desejo que tudo esteja bem contigo!
É perceptível que não sufocou aquela criança que um dia foi feliz, por acreditar que tudo era verdade, pois então continue e a deixe falar mais alto nestes tempos, assim vai ser novamente feliz. Eu creio que a felicidade está sempre naquilo em que acreditamos ser verdadeiro. Muitas pessoas se dizem infeliz por crer na vida de mentirinha que levam, valorizando o que somente tem valor em seus interesses e não percebem que fingem que são felizes! A criança é feliz por não sentir vergonha de ser verdadeira, e infelizmente ela acredita que os adultos são todos iguais, dizem a verdade, e esta é uma grande e triste ironia! Desejo pra você e todos ao redor tudo de bom e iluminado sempre, agradeço pelas sempre carinhosas visitas e comentários, grande abraço e até mais!

valdivino disse...

O tempinho que era bom...

Tenha um ótimo fim semana.

bjos amiga.