01 outubro 2009


A EMOÇÃO E A RAZÃO
Gena Maria

Hoje recebi uma ligação, me desejando um feliz final de semana!
De início fiquei surpresa,
pois há muito não ouvia aquela voz tão conhecida por mim…
Ao reconhecer quem estava do outro lado logo pensei:
“Meu Deus o que eu faço com esta voz deste homem maravilhoso
que sempre diz me amar e que eu teimo em não

acreditar por não me achar merecedora deste sentimento?
Responda por favor Deus, pois ele é tudo que sonhei ter ao meu lado,
mesmo que seja só para matar a vontade e depois morrer,
já terá valido a pena esperar toda uma vida!”


De repente uma outra voz me disse:
” Acorda, sua realidade é outra, pare de sonhar com o impossível
este amor nunca foi e muito menos será seu…
Ele pertence a um outro mundo, viva sem ele e seja feliz!”


Era a voz da minha consciência trazendo-me de volta à minha realidade!
Nesta horas sinto o quanto, que o oposto da emoção é a razão,
apesar de caminharem sempre lado a lado, nunca se encontrarão!


Esta inconveniente razão sempre está certa, mas
dentro do meu coração vive esta gostosa emoção…
Que me faz fantasiar e sonhar com momentos inesquecíveis…
mesmo sabendo que são impossíveis!

2 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

OLÁ QUERIDA AMIGA... MARAVILHOSA POSTAGEM... VI-ME NESTAS MARAVILHOSAS PALAVRAS... ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Antonio Paulo disse...

Essa razão
deixa nosso coração
e outros sentidos perdidos

prefiro perde-la
a deixar de te-la
pois que num piscar de olhos
perde-se o sentido da vida

fica sempre
uma saudade sentida
lágrima escorrida
dor da despedida

louco sim louco
em devaneios onde
num piscar de olhos
e o desejo de possuí-la
me fazem perder a razão.

Antonio Campos 19/08/09.